sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

DE MÃO DADA

Deu-me a mão sabendo que até a alma me sufocava.
E ao estender-ma, disse pensando “Vamos ser felizes”. Nesse momento todos os meus pensamentos foram envolvidos numa bola de papel amarrotado, e num pequeno gesto inocente, suspensa ao vento foi levada.
 Rendo-me a todo o encanto, sou arrastada pela sedução, sem me ferir a ferida que me cobre o espírito. Sou feliz nos entretantos, e agradeço à Natureza pelo feito sucedido.
Então, retraio em mim todas as energias do Mundo, pois é apenas mais um final feliz.


4 comentários:

joao disse...

quanto mais te dou a mao mais a quero sentir, e como um vicio, sentir.te saber que estas comigo... por isso nunca t vou negar dar a mao...

Joao Sineiro <3

joao disse...

P.S. desculpa a demora :D

beijinho e quero muitos mais posts

Veronica Martins disse...

Lamechas xD
Gosto de ti **
P.s. E nao sei, nao sei se te faço mais pots xD

Ana Campina disse...

sério? que querida **
amei <3